• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Antes da meia-noite

    "Josielma Ramos"

    Antes da meia-noite ela é uma menina,
    Produzida para ser perfeita,
    Feita sob medida,
    Para ser a futura mulher ideal,
    Mulher idealizada,
    Mulher criada nos moldes
    Transformada para ser o desejo de alguém.

    Antes da meia-noite ela calça os sapatos,
    Veste o vestido de baile,
    E coloca a fita no cabelo,
    Ela ainda é uma criança,
    Tão pura e tão meiga,
    Não sabe o que a espera atrás da porta.

    Antes da meia-noite ela olha pela janela,
    A lua está vermelha,
    Algo estranho está para acontecer,
    Ela olha no espelho,
    E não reconhece a própria face,
    Já não é mais a mesma de antes.

    O Ponteiro do relógio marca a hora,
    Já é meia-noite,
    E o tempo não volta atrás,
    Ela não tem para onde fugir,
    Já não é aquela menina,
    Tão simples e singela.

    Ela se transformou em um furacão,
    Sua boca se abriu em vulcão,
    Não se calou diante de nenhuma injustiça,
    Tornou-se dona de si,
    E não queria aquele futuro planejado,
    Tirou os sapatos e rasgou o vestido.

    Descobriu um poder sobre si,
    Descobriu a força emanar dela,
    Correu pela noite afora,
    Atrás da nova liberdade adquirida,
    Não olharia para trás,
    Não voltaria nunca mais.

    Oktoberfest 2015


    Olá galera, hoje vim contar para vocês um pouquinho de como foi minha viagem para Blumenau, viajei com minha prima e um grupo de amigos, compramos o pacote com a empresa Juca na Balada que organizou uma mega viagem muito top.
    Primeiro foi a ansiedade para o dia de viajar chegar logo e assim que chegou foi aquela alegria para arrumar as malas, metade do que coloquei não usei, incluindo os biquínis porque estava muito frio lá, e o pior era saber que tinha uma praia do ladinho do nosso hotel, saímos da Barra Funda à meia noite em ponto, e depois de mais de dez horas de viagem finalmente chegamos meio bêbados e cansados em SC, depois de procurar um lugar para almoçar fomos nos arrumar para conhecer a Vila Germânica, se não me engano foram quase duas horas do nosso hotel para a Vila Germânica, ônibus open bar e uma galera que depois de mais de dez horas de viagem já haviam virado amigos de infância.
    Pra completar esqueci meu ingresso no hotel (não podia passar sem essa né) na bilheteria não havia mais ingresso para vender e tive que recorrer a um cambista (e o medo do ingresso ser falso?) mas deu tudo certo no final e entrei na Vila Germânica (Depois de ser obrigada a cortar fila, né dona Rosângela?), e que fila... Já la dentro degustamos várias cervejas, comemos a famosa batata, e conhecemos muita gente divertida, fui atacada por alemães algumas vezes na fila do banheiro rsrs. Saímos da festa ás cinco da manhã e dormi a volta inteira, já no domingo tivemos o Churrasco do Juca na Balada, OPEN BAR é claro rsrs.
    O Churrasco aconteceu no Music Park e e era meio que uma confraternização de todos que viajaram por essa empresa, eu parei de contar no ônibus 16, nós eramos do ônibus 7 então podem imaginar que tinha muita gente, contrataram uma banda para tocar, teve tequileiros, comida e bebida a vontade e o que eu mais amei, sem fila para o banheiro, sério uma festa daquele tamanho e sem fila para o banheiro, o que mais eu poderia querer rsrs.
    Bem agora chega de falar, vamos ver as fotos mais leves da viagem kkkk.. (O que acontece na balada, fica na balada...hahah)













    Galera do ônibus 7
    Para quem quiser conhecer mais sobre a festa só acessar esse link: Oktoberfest a história
    E para quem quiser conhecer a empresa de viagens e eventos só acessar esse link: Juca na balada



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO