• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Músicas que me inspiram: Slipping Through My Fingers - Mamma Mia/ABBA

    Eu sou apaixonada pelo filme Mamma Mia desde a primeira vez que assisti, comprei o DVD e desde então meu marido não aguenta mais eu repetir ele quase toda semana, o que posso dizer eu me arrepio toda vez que escuto as canções, eu já as conhecia antes do filme pois aprendi o lado bom da música através do meu pai quando era pequena, ele tinha várias fitas cassetes da banda ABBA.
    A um tempinho atrás teve a peça de teatro aqui o Brasil, infelizmente não pude ir ver e me arrependo muito pois o filme foi inspirado na peça, assisti um documentário com as três autoras o que me deixou com mais vontade de ver, mais o filme em si é um espetáculo a parte com uma das minhas atrizes favoritas Meryl Streep.

    Essa é uma das minhas cenas favoritas do filme!


    "Slipping Through My Fingers" É uma música escrita por Björn Ulvaeus e Benny Andersson e gravada pelo grupo sueco ABBA no álbum de 1981 The Visitors. O vocal é de Agnetha Fältskog. A música conta a história do lamento de uma mãe que percebe que a sua filha cresce rapidamente e "Escapa pelos seus dedos". A inspiração da música foi a filhinha de Agnetha e Björn, Linda Ulvaeus, que tinha cinco anos à época da composição da canção.
    A canção é usada no musical Mamma Mia!,(video acima) a exemplo do filme de 2008 Mamma Mia! (filme) no qual a música é interpretada pelas atrizes Meryl Streep e Amanda Seyfried. A canção é usada quando a mãe, Donna, está ajudando sua filha, Sophie, a se arrumar para o seu casamento.
    Interpretação da banda ABBA

    E então já ouviram falar da banda ou do filme? quais suas músicas e cenas favoritas?

    Até o próximo post!



    Somos lagartas a espera de se tornar borboletas!


    Galera estou em uma ótima fase da minha vida, sempre achei que a coisa mais incrível do mundo é desenvolver a mente, eu decidi seguir meu talento e escrever um livro, claro que já tinha decidido isso a anos atrás, meu primeiro livro já está terminado o Visões Poéticas que aliás é dele que surgiu o nome do blog, mais ainda não foi publicado, 
    Agora decidi escrever uma história porque o que não me faltam são idéias, sim estou desempregada triste fato, mais não tão triste assim porque eu tenho uma marido ótimo que me apoia em ser escritora em tempo integral, ele me disse que vai segurar todas as pontas em casa até eu realizar o meu sonho, eu amo esse homem rsrs, mais não quero ser totalmente dependente então vou fazer o impossível para fazer esse sonho virar uma profissão remunerada, mesmo que seja uma merequinha né, pois como sabemos autores nacionais sofrem para ser reconhecidos, mais tudo bem porque será um esforço valido.
    Então apesar disso tudo, de resolver ser escritora em tempo integral, quero falar dos projetos e coisas que estou fazendo que também me ajudam a estimular minha mente e minha escrita que anda um pouquinho enferrujada, que são os blogs, fui convidada a ser colaboradora e resenhista em dois que são:

    Universo dos Leitores onde eventualmente eu escrevo resenhas e matérias literárias, e estou amando fazer parte, tem uma equipe sensacional e muito inteligente, tenho que dizer que sou apaixonada por pessoas inteligentes.

    Stardust onde escrevo resenhas, comecei nele essa semana então ainda estou me familiarizando, mais é muito fofo assim como a dona a Josy, somos as duas Josi's rsrs, estou amando participar dele também pois é um amor de blog.

    Também estou cuidando de algumas Fan Pages no Facebook:

    Bookcase essa fan page foi criada por mim mesma, ainda tem poucos seguidores, nela falamos sobre séries de TV, livros, filmes, jogos e música, tem uma equipe bem legal e virou uma grande família pra mim.

    Harry Potter Citou fui convidada para ser criadora de conteúdo dessa page e estou adorando, pois como sabem sou Potterhead assumida rsrs.

    Visões Poéticas e como não podia deixar de ser a fan page desse blog rsrss.

    O mais incrível pra mim é o desafio  de escrever para cada uma delas, pois escrevo matérias diferentes para cada blog e estou dando conta, virou um Hobby pra mim e uma paixão, já acordo pensando nisso, é tão bom fazer algo que gostamos, recomendo a todos tentarem fazer algo que seja uma paixão.

    Até o próximo post!





    Playlist para hoje!

    Clique Aqui para ver a playlist.

    Espero que gostem das músicas que selecionei para hoje!



    Isabela Taviani - Diga sim pra mim


    Esse post vai ser bem curtinho, como estou em um clima tipo, as minhas inspirações não podia deixar de falar dela, a lindíssima Isabela Taviani, essa música do vídeo foi a primeira música dela que eu conheci em 2008, sim eu lembro o ano pois foi 1 ano antes do meu casamento, e não infelizmente não usei essa música no meu casamento como eu queria, pois tinha ouvido em uma radio e não sabia o nome da música e muito menos da cantora e eu era meio desinterresada de pesquisar as coisas, mais escutem a música e me digam o que acham, um verdadeiro talento do MPB, a música é uma linda poesia.

    Até o próximo post...

    TAG "7 coisas que eu gosto"

    Olá apaixonados por poesia

    Fui convidada pelo blog Universo dos Leitores para responder à TAG "7 coisas que eu gosto". O legal do convite é que ele veio acompanhado do selo THE VERSATILE BLOGGER AWARD NOMINATIONS, que é um selo concedido aos blogs considerados interessantes e versáteis.


    Quero agradecer a galera do Blog Universo dos Leitores por me incluir em seus blogs favoritos.

    Bom, agora vamos às regras da TAG:
    - Mencionar quem te indicou para a TAG;
    - Escolher 15 blogs para responder à TAG;
    - Avisar os blogs que você indicar;
    - Escrever 07 coisas que você gosta;

    7 coisas que eu gosto:

    1. Livros
    2. Filmes
    3. Dias frios
    4. Séries
    5. Escrever
    6. Ler matérias interessantes
    7. Conhecer ótimos blogs

    Agora os blogs indicados:


    É isso galera espero que gostem, porque eu adorei participar de tag...



    Vinícius de Moraes

    Tenho que confessar que eu tive uma fase da minha adolescência em que fui apaixonada por Vinicius de Moraes, tipo um amor platônico, seus poemas me inspiravam, sua vida boêmia, fumante e apreciador de Uísque, seu amores e vários casamentos ( sim ele se casou nove vezes), era conhecido como "Poetinha e Conquistador".
    Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. No campo musical, o poetinha teve como principais parceiros Tom Jobim,ToquinhoBaden PowellJoão GilbertoChico Buarque e Carlos Lyra.

    Vinicius de Moraes nasceu em 1913 no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro, filho de Clodoaldo Pereira da Silva Moraes, funcionário da Prefeitura, poeta e violinista amador, e Lídia Cruz, pianista amadora. Vinícius é o segundo de quatro filhos, Lygia (1911), Laetitia (1916) e Helius (1918)
    No fim da década de 1920 Vinicius de Moraes produziu letras para dez canções gravadas - nove delas parcerias com os Irmãos Tapajós. Seu primeiro registro como letrista veio em 1928, quando compôs (com Haroldo) "Loura ou Morena", 

    Loura ou Morena

    Se por acaso o amor me agarrar 
    Quero uma loira pra namorar 
    Corpo bem feito, magro e perfeito 
    E o azul do céu no olhar 
    Quero também que saiba dançar 
    Que seja clara como o luar 
    Se isso se der 
    Posso dizer que amo uma mulher 
    Mas se uma loura eu não encontrar 
    Uma morena é o tom 
    Uma pequena, linda morena 
    Meu Deus, que bom 
    Uma morena era o ideal 
    Mas a loirinha não era mau 
    Cabelo louro vale um tesouro 
    É um tipo fenomenal 
    Cabelos negros têm seu lugar 
    Pele morena convida a amar 
    Que vou fazer? 
    Ah, eu não sei como é que vai ser... 
    Olho as mulheres, que desespero 
    Que desespero de amor 
    É a loirinha, é a moreninha 
    Meu Deus, que horror! 
    Se da morena vou me lembrar 
    Logo na loura fico a pensar 
    Louras, morenas 
    Eu quero apenas a todas glorificar 
    Sou bem constante no amor leal 
    Louras, morenas, sois o ideal 
    Haja o que houver 
    Eu amo em todas somente a mulher.



    Na madrugada de 9 de julho de 1980 Vinicius de Moraes começou a se sentir mal na banheira da casa onde morava, na Gávea, vindo a falecer pouco depois. O poeta passara o dia anterior com o parceiro e amigo Toquinho, com quem planejava os últimos detalhes do volume 2 do álbum "Arca de Noé". Em 1981, este LP foi lançado.
    Mesmo após a morte, a obra musical de Vinicius manteve-se prestigiada na música brasileira. 
    Sua obra é vasta e muito linda, e confesso que ainda sou apaixonada por toda essa arte e poesia que esse grande autor me proporcionou ao longo do meu crescimento. 

    Tag: Conhecendo o blog



    Ganhei essa Tag do blog Diário da Branca de Neve
    A TAG é bem simples. Eu respondo 11 perguntas sobre o meu blog e depois tenho que indicar 10 blogs com menos de 150 seguidores.
    Então vamos lá ?

    Perguntas ...

    - Como escolheu o nome do blog ?
    Eu sempre gostei de escrever poemas, e foi participando de um encontro literário que decidi criar um blog para expor meus poemas e decidi escrever um livro, dei o nome do livro ao blog Visões Poéticas, claro que ainda não publiquei o livro, mais amo trabalhar no blog.

    2 - Quanto tempo se dedica ao blog?
    Estou sempre escrevendo algo para o blog, mais me dedicar mesmo ao menos 4 a 5 dias da semana.

    3 - Já teve problemas com comentários anônimos no blog?
    Não

    4 - Pretende mudar algo no blog em 2013?
    Sim, espero deixar o blog um pouco mais profissional.

    5 - Já ficou sem inspiração para postar? Como superou isto?
    Já, mais depois de ouvir músicas ou assistir bons filmes a inspiração sempre volta.

    6 - O que você gosta de fazer quando está no computador?
    Escrever poemas, escrever contos e planejar posts.

    7 - Quantos livros você lê por mês?
    5 a 6...depende do livro.

    8 - Quantos blogs você visita todos os dias?
    Vários, não conto quantos blogs, mais visito muitos.

     9 - Qual blog visita todos os dias?
    O meu rsrs, e o Universo dos Leitores o qual sou resenhista e colaboradora.

    10 - Quanto tempo você está na blogosfera?
    Quase 3 anos.

    11 - Você se inspira em outro blog? Qual?
    Na verdade não, meus poemas são todos originais, só quando escrevo alguma matéria aleatória aos poemas que eu dou uma pesquisada, sempre olho alguns blogs, mais tento ser o mais original possível.

    Agora vou indicar os blogs!


    Então é isso galera espero que tenham gostado. 

    Frida Kahlo


    Hoje quero falar sobre um assunto que  me enche de alegria e cores , a pintora mexicana Frida Kahlo. conheci a Frida há alguns  anos através de um documentário que não lembro o nome, eu era criança quando o vi, e conhecendo sua história, sua vida, seus quadro me apaixonei automaticamente. 
    Gosto de histórias reais e com ar de nostalgia, que fala de amores sofridos e tragédias muitas das quais as vezes não tem final feliz.
    As cores que ela usava em suas obras, seus traços consigo enxergar seu sofrimento em cada pintura e mesmo assim é tudo tão belo e intenso.


    Nome de batismo Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón, nasceu em uma cidadezinha chamada Coyoacán nos arredores da Cidade do México, na casa Azul (que está lá até hoje) onde moravam seus pais em  1907. Frida se autodenominava Filha da Revolução,desde muito jovem entrou no Partido Comunista Méxicano onde conheceu o pintor e muralista Diego Rivera seu eterno amor e com quem desenvolveu seu dom para pintura. Mas ela já havia passado por grandes tragédias em sua vida que lhe trouxeram até ali, aos 6 anos contraiu poliomelite e aos 18 sofreu um trágico acidente que lhe perfurou todo o corpo e a obrigou a usar coletes ortopédicos por toda a vida, tantos meses de cama serviram para ela desenvolver a pintura, ora nos próprios coletes de gesso que seguravam sua coluna ora nas telas e cavaletes que eram adaptados em sua cama.

    Em suas pinturas ela sempre procurou exaltar a identidade nacional mexicana, e levou isso para vida também, usava roupas tradicionais do país e se enfeitava com muitos colares e adornos,fazia tranças no cabelo e enfeita com flores e penas. As saias longas ajudavam a esconder sua deficiência nas pernas, as botas coloridas com salto irregulares amenizavam a diferença entre as pernas que a poliomelite lhe causou e os inúmeros colares, adereços e penteados extravagantes chamavam atenção para seu rosto e colo, fazendo assim com que suas “dificuldades” físicas passassem desapercebidas. Ela e Diego passaram uma temporada em Nova York, e sempre me pergunto a reação das pessoas daquela época ao verem pelas ruas uma figura tão exótica e cheia de personalidade como Frida.



    Este casamento tempestuoso, que passou por muitas brigas (ambos tinham personalidade forte), amantes (Diego tinha inúmeras e Frida era bissexual e teve caso inclusive com Leon Trotski), traições (Diego teve um caso e filhos com a irmã mais nova de Frida) e tentativas de suicídio (além da dor da traição seus problemas físicos a impediam de dar um filho á Diego) foi também motivo de muitas dores para a a artista mas ambos se amavam e Diego em sua auto biografia menciona o dia da morte de Frida como o pior dia de toda sua existência. Especula-se que a morte de Frida se deu por suicido através de remédios ou por ciúme de alguma amante de Diego, mas o certo é que Frida morreu vendo sua obra ser glorificada mas sem deixar de lado toda sua dor. No seu atestado de óbito a causa é uma forte pneumonia agravada por seu estado delicado que causou embolia pulmonar. Em seu diário ela deixou uma última frase que nos faz pensar em todo o martírio sofrido por ela em sua existência: ”Espero que minha partida seja feliz, e espero nunca mais regressar – Frida”


    50 anos após a morte de Frida Kahlo, todo seu espólio que estava sob os cuidados de Diego Rivera foi aberto á apreciação pública. O tempo de 50 anos se deu por ordem do próprio Diego para que se preservasse a intimidade da artista. Então desde novembro do ano passado, existe no Museu Casa Azul (casa onde Frida nasceu, viveu e morreu) um exposição com 300 vestidos, trajes de banho,coletes de gesso, aparelhos ortopédicos, sapatos, fotos e acessórios. Eu torço para que esse acervo venha para o Brasil, imaginem só ver de pertinho todos aqueles vestidos e acessórios incríveis da artista que vemos em fotos e representado em quadros, inspirados na cultura indígena mexicana. Deve ser muita emoção e uma enorme fonte de inspiração.


    Para quem quer saber mais sobre Frida Kahlo e toda sua obra, tem um livro da Taschen que chama “Frida Kahlo: Dor e Paixão 1907-1954” que é ótimo pois além de ter sua história tem muitas fotos e quadros. E também o maravilhoso filme FRIDA (2002) com Salma Hayek no papel principal, um filme lindo, com fotografia maravilhosa e que conta esta história da artista de forma doce apesar de ser tão trágica, vale á pena assistir.
    Filme FRIDA (2002) com Salma Hayek 
    Adoro falar sobre artistas que me inspiram e como não poderia deixar de lado minha querida Frida, seus quadros pra mim são sua visão de poesia.

    "Pensaram que eu era surrealista, mas nunca fui. Nunca pintei sonhos, só pintei a minha própria realidade."
    Frida Kahlo
    Até o próximo post!


    Olhei pela janela ela

    "Josielma Ramos" 

    Chega um momento em que temos que olhar nosso presente,
    E colocar ele em uma balança,
    Para ver o lado que irá pender.

    Tem um momento em nossa vida,
    Entre o amor e a solidão,
    Que temos que avaliar,
    Se realmente vale a pena perder nossa alma,

    Existe um momento em que você diz:
    _Chega cansei de me humilhar, chega não vou mais correr atrás,
    Será que vai mesmo?

    Olhei pela janela todos esses dias,
    E vejo você fazendo o contrário do que diz,
    Sinto compaixão da sua dor,
    Mais não posso te ajudar, você não deixa.

    Você pede socorro em silêncio,
    E isso eu não consigo escutar,
    Sinto o seu lamento,
    Mais infelizmente eu não posso te ajudar.

    Só você pode se salvar.

    Dependente

    "Josielma Ramos"


    Minha vida não foi fácil,
    Sequer tive uma aventura em segredo,
    Talvez por medo ou covardia,
    É que as vezes um sentimento de aventura e romance é uma obrigação.

    A minha vida escapou de mim,
    Não pude salva-la, pobre vida infeliz,
    Aventura ou romance?
    Bem, eu não me importo mais.

    Não tive um enredo encantador,
    Não tive um gesto de amor,
    Bem sabemos que minha vida foi só de dor,
    Pobre vida que já não existe mais.

    Minha vida não foi uma aventura,
    Agora me lamento de onde estiver,
    Minha vida dependia,
    De um amor qualquer.

    ...


    O laço de fita - Castro Alves

    Eu amo os poemas de Castro Alves, O laço de fita é o meu favorito dele, romântico e de uma leveza celestial, simplesmente perfeito, não tem muito o que dizer pois a leitura do poema já diz tudo.
    Do livro espumas flutuantes.

    Não sabes, criança? 'Stou louco de amores...
    Prendi meus afetos, formosa Pepita.
    Mas onde? No templo, no espaço, nas névoas?!
    Não rias, prendi-me
    Num laço de fita.

    Na selva sombria de tuas madeixas,
    Nos negros cabelos da moça bonita,
    Fingindo a serpente qu'enlaça a folhagem,
    Formoso enroscava-se
    O laço de fita.

    Meu ser, que voava nas luzes da festa,
    Qual pássaro bravo, que os ares agita,
    Eu vi de repente cativo, submisso
    Rolar prisioneiro
    Num laço de fita.

    E agora enleada na tênue cadeia
    Debalde minh'alma se embate, se irrita...
    O braço, que rompe cadeias de ferro,
    Não quebra teus elos,
    Ó laço de fita!

    Meu Deusl As falenas têm asas de opala,
    Os astros se libram na plaga infinita.
    Os anjos repousam nas penas brilhantes...
    Mas tu... tens por asas
    Um laço de fita.

    Há pouco voavas na célere valsa,
    Na valsa que anseia, que estua e palpita.
    Por que é que tremeste? Não eram meus lábios...
    Beijava-te apenas...
    Teu laço de fita.

    Mas ai! findo o baile, despindo os adornos
    N'alcova onde a vela ciosa... crepita,
    Talvez da cadeia libertes as tranças
    Mas eu... fico preso
    No laço de fita.

    Pois bem! Quando um dia na sombra do vale
    Abrirem-me a cova... formosa Pepita,
    Ao menos arranca meus louros da fronte,
    E dá-me por c'roa...
    Teu laço de fita.


    Clarice Falcão & Silva - Eu Me Lembro


    Galera descobri a pouco tempo essa cantora incrível, alguns devem conhece-la do programa porta dos fundos ou dos comerciais do pão de açúcar  sim é ela quem canta "o que faz você feliz? você feliz o que que faz?..." rsrss, ouvi a maior parte de suas músicas e algumas são bem pequenininhas como essa do vídeo,  Essa musica relata que as pessoas têm percepções diferentes sobre o relacionamento, que mesmo que o fato seja o mesmo, pode ser visto de maneiras diversas pelo casal e, mesmo assim, o amor pode nascer e fazê-los felizes.

    Amy Winehouse, uma das minhas inspirações




    ...

    Quando tudo cai no esquecimento, o tempo vira poesia.

    Três dias


    "Josielma Ramos"

    Faz três dias que você não vem pra casa,
    O que fiz pra ser merecedora da sua raiva?
    Sinto sua falta.

    Nesses três dias,
    Minhas noites tem sido tão frias,
    E a saudade aperta, machuca...

    As noites tão feias,
    Tão sarcásticas,
    Debocham de mim.

    Meu corpo sozinho,
    Arrepios vazios provocam em mim,
    Faz três dias que você se foi e a tristeza continua aqui.

    Ainda sinto o seu abraço,
    Sinto o seu espaço,
    O seu cheiro.

    A cama continua vazia,
    A espera do dia,
    Que talvez você volte.


     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO